Jogador português é levado para o hospital e colegas têm ato incrível de fairplay

JOGADOR DO FC PORTO SUB-15 LEVOU COM UMA BOLA NA CARA E TEVE DE IR PARA O HOSPITAL. O QUE OS COLEGAS FIZERAM A SEGUIR FOI MUITO ELOGIADO E VALEU-LHES UM CARTÃO BRANCO

Jéssica Santos


Dentro de um campo de futebol, há espaço para a competição entre equipas, mas também há para o fairplay. O que se viveu este domingo, na última jornada do Campeonato Nacional de Juniores C, entre a equipa de sub-15 do FC Porto e o Vitória de Guimarães é exemplo disso.


Durante o jogo, Rodrigo Moreira, jogador do FC Porto, foi atingido com a bola na cara e sofreu um traumatismo crânio-encefálico, tendo sido assistido, no local, pela equipa médica. O jovem acabou por ser encaminhado para o Hospital de Guimarães, onde se encontra estável e a ser vigiado.


Perante esta situação, a equipa adversária não só formou um cordão de segurança para proteger Rodrigo Moreira, enquanto estava a ser assistido, como, depois de este ter ido para o hospital, e a oito minutos do fim do jogo, decidiram apenas para passar a bola entre si, sem qualquer passe de ataque ou de defesa.



Segundo o site "Mais Guimarães", este gesto dos jogadores do Vitória de Guimarães e do coordenador executivo da equipa, Rui Leite, valeu-lhes um cartão branco. Rui Leite foi quem pediu para que se tirasse um jogador à sua equipa, depois de Rodrigo Moreira ter saído do campo, para que ambas as equipas ficassem em igualdade numérica, e depois sugeriu aos jogadores que não continuassem mais a disputar a partida.


Felizmente, o futebol português também são gestos e atitudes como estas.


  • Partilha:

Top